BPM Business Process Management

BPM Business Process Management
BPM Business Process Management

Body

Aplicação do conjunto de conhecimentos de BPM para realização de mapeamento, diagnóstico e melhoria de processos de negócio considerados críticos. Utilização de fluxogramação, BPMN e construção do acervo de conhecimento que suporte o gerenciamento de processos operacionais e sua melhoria contínua. 

 

Framework de BPM – Business Process Management





BPM é uma iniciativa que deve tornar-se perene e fazer parte do contexto da gestão da Organização em seu dia a dia, conectando-se com a Cadeia de Valor, à Gestão pelas Diretrizes – GPD e ao Balanced Scorecard – BSC.

A sistematização de BPM, sob o ponto de vista operacional, envolve as etapas relacionadas abaixo:



 





 

  • Projeto: A ICTS Protiviti pode auxiliar na escolha de processos que devam ser revisados e analisados com foco na geração de benefício para as operações da Organização. A padronização atingida em um projeto é algo sempre conectado à percepção de qualidade. 
  • Modelagem: O entendimento do processo deve garantir a captura dos cenários e tarefas existentes como realmente acontecem, garantindo que a visão seja a mais precisa e detalhada possível. Nossas análises subsequentes permitem identificar tarefas e subprocessos que possam sem beneficiados, principalmente pelo uso de automação inteligente. Desta maneira, haverá ganho em escala e acuracidade nas tarefas realizadas.
  • Simulação: A simulação é uma etapa fundamental para avaliação de cenários, volumetrias e variações. Desta maneira, validamos os modelos desenvolvidos antes que mudanças profundas sejam implementadas. Simulamos a aplicação de novas regras e a performance de novas tarefas, com análise de seus impactos positivos e negativos, bem como em relação aos riscos envolvidos. 
  • Execução: Após a simulação suas validações avançamos para a etapa de implantação (execução). Em processos críticos ou de alta complexidade, consideramos a implantação de um projeto piloto, seguido de rollout. A execução do processo possibilitará quantificar seus efeitos em processos transversais e outros para os quais entradas são geradas ou suas saídas consideradas. Neste momento, existe a possibilidade de realização de ajustes. 
  • Monitoramento: Acompanhamos o processo implantado e os controles de sua execução. Após a implantação torna-se necessário acompanhar os efeitos na mudança ou do novo processo em execução, suportado pelo uso intensivo de PPIs (Process Performance Indicators).
  • Melhoria: Ideias e mudanças são um processo natural de evolução dos processos. Deve-se ter em mente que se os processos permanecem os mesmos, por tempo demais, é sinal que a melhoria continua deixou de ser uma realidade. A inovação, principalmente tecnológica, é um motor importante que a ICTS Protiviti utiliza para alavancar e acelerar os ciclos de melhoria.

 




Saiba mais em: