Internal Audit

Body

A crescente demanda das funções de auditoria interna assumindo funções estratégicas mais amplas nas organizações torna evidente o alto perfil que a auditoria interna tem entre executivos e conselhos atualmente. Como resultado desse crescente perfil, os líderes e departamentos de auditoria interna estão buscando maneiras de ampliar seus conjuntos de habilidades e âmbito de influências. Atualmente as principais funções de auditoria interna asseguram que suas empresas se tornem mais inovadoras, exploram novas tecnologias, identificam e mitigam os riscos emergentes, desenvolvem soluções criativas para os desafios de negócios complexos e incentivam as melhores práticas para aprimorar as funções de negócios. 

A Protiviti é líder global em soluções de auditoria interna e uma de suas principais características é não ser uma empresa de auditoria/contabilidade. Desenvolvemos sempre um trabalho a “quatro mãos”, portanto, somos capazes de utilizar todos os recursos disponíveis para trabalhar em projetos de auditoria interna, permitindo que nossos melhores especialistas de diversas áreas funcionais de processos, sejam trazidos para projetos específicos. Além disso, a Protiviti pode realizar uma revisão independente da função de auditoria interna de uma empresa; um requisito de acordo com as normas do The Institute of Internal Auditors (IIA).

 

Visão Estratégica da Auditoria Interna

  • Grande impacto sobre a cultura da empresa, elevando os níveis de Governança (middle management)
  • Fortalecimento do ambiente de controle interno (ciclo de melhoria contínua de processos)
  • Melhoria da qualidade de informações para tomada de decisão (mitigar ou assumir riscos)
  • Atuação com agilidade na resposta ao risco e desburocratização de processos

 

Formas de Atuação

  • Co-Sourcing
  • Outsourcing

 

Trabalhos e Deliveries

  • Auditoria Interna de Processos ou Áreas de atuação
  • ITGC (IT General Controls) - Auditoria normalmente relacionada a demandas de suporte ao parecer de auditoria, que envolvem análises sobre os controles gerais de TI (sistema ERP e derivados)
  • Auditorias decorrentes de demandas pontuais, não necessariamente relacionada a um plano mais amplo de Gestão de Riscos