Empresas devem agir contra o feminicídio

Empresas devem agir contra o feminicídio

A violência contra a mulher deveria entrar nos programas de ética e compliance de ambientes corporativos; agressões têm impacto negativo no desempenho profissional e econômico.

"Companhias podem aproveitar canais já existentes para fazer seu papel no combate à violência doméstica", diz Heloisa Macari, sócia-diretora da Protiviti e professora na FIA.

Confira a entrevista completa clicando aqui https://bit.ly/2NqjyeF

Clique here para acessar todas as séries