Gestão de crises

Continuidade dos Negócios e Gestão de Crises
Gestão de crises

Body

Os crescentes casos de Coronavírus (COVID-19), no Brasil e no mundo, materializaram um cenário de crise que já apresenta repercussões significativas para muitas organizações.

Assista nosso webinar "Como preparar a empresa para atuar em crise - Risco Coronavírus" e saiba como as empresas devem reagir a esta crise atual e como não ser pego de surpresa em futuras crises. 

 



 

Gestão de Continuidade dos Negócios

A análise e avaliação das estratégias, desenvolvimento das abordagens, testes e implantação de planos devem estar adequados às necessidades da empresa, contemplando as perspectivas de pessoas e processos. 

GCN

O programa de GCN ou BCM (Business Continuity Management) considera as melhores práticas de mercado, bem como aspectos legais e regulatórios e, também, compliance com os requerimentos do setor.

Ciclo da GCN​​

Análise de Risco de Continuidade

Identifica a natureza e as fontes de risco, suas causas e as consequências potenciais ao negócio.

Governança

A Governança garante o desenvolvimento de normas e políticas de GCN, a identificação e priorização dos riscos, orçamento do programa e a definição dos papéis e responsabilidades estratégicas e táticas do comitê.

DRP (Disaster Recovery Plan)

O DRP, ou Plano de Recuperação de Desastres apresenta os planos para restauração de redes, aplicativos e sistemas essenciais que suportam as atividades críticas do negócio.

BIA (Business Impact Analysis)

Apresenta os impactos dos riscos identificados e relaciona com a criticidade dos processos de negócios e as ações existentes. Em função do resultado, definem-se os esforços e as decisões para a elaboração dos planos.

Plano de Recuperação de Negócios

São específicos para cada atividade crítica do negócio e apresentam etapas específicas para a reativação do processo de negócio.

Plano de Gestão de Crises 

Define os principais mecanismos para as comunicações interna e externa da organização, direcionando e fornecendo orientações aos colaboradores e às mídias.

 

Top 5 - Causas de Interrupção de atividades e Crises

(Pesquisa BCI Supply Chain resilience report 2017 – realizada com 64 países e com 408 respondentes)

  • Interrupções não planejadas em TI e telecomunicações
  • Ciberataques e vazamentos de informações
  • Perda de talentos e pessoas especializadas
  • Falhas com empresas terceirizadas
  • Indisponibilidade das redes de transporte



Principais Consequências​

  • Perda de Produtividade
  • Aumento de custos operacionais
  • Reclamações de Clientes
  • Perda de receita Danos à imagem/reputação​

 

65% das empresas passaram por pelo menos um incidente nos últimos 12 meses

2 a 5% do faturamento anual das empresas pode ser afetado por incidentes que interrompam suas atividades 

36% das empresas não possui um programa de GCN

96% das empresas que possuem DRP e backup voltaram à normalidade após ataques de ramsoware​

 

Como ajudamos sua empresa​

  • Realização do Risk Assessment para identificação e classificação das ameaças e cenários relacionados às rupturas e crises
  • Condução do Business Impact Analysis (BIA) e definição dos níveis de tolerância aceitáveis
  • Desenvolvimento das estratégias de recuperação e continuidade das operações
  • Identificação do nível de maturidade das empresas em relação às práticas de GCN
  • Desenvolvimento dos Planos de Continuidade, Incidentes e Disaster Recovery Plan (DRP)
  • Desenvolvimento das ações para Gestão de Crise: prevenção, preparação para crises iminentes, suporte na condução das ações e monitoramento 
  • Realização de treinamentos e simulações
  • Estabelecimento da governança e comitês para Gestão da Continuidade de Negócio

 




Confira nossos conteúdos gratuitos com informações práticas para acelerar a adaptação de profissionais e organizações às mudanças impostas pela pandemia em nosso ambiente de trabalho e convivência.