Controles Internos

Controles Internos
Controles Internos

Body

De acordo com a FASB (Financial Accounting Standards Board), os controles internos formam o conjunto de políticas e procedimentos que são desenvolvidos e operacionalizados para garantir razoável certeza acerca da confiança que pode ser depositada nas demonstrações financeiras e nos seus processos correlatos, bem como na correta apresentação daquelas demonstrações financeiras, garantindo que foram preparadas de acordo com os princípios de contabilidade geralmente aceitos e que incluem políticas e procedimentos de manutenção dos registros contábeis, aprovações em níveis adequados e salvaguarda de ativos.

Segundo o COSO (Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission) os controles internos asseguram o atingimento dos objetivos da organização, de maneira correta e tempestiva, com a mínima utilização de recursos.

De forma objetiva, os controles internos são um elemento fundamental na gestão das organizações, assegurando um ambiente seguro, com riscos mapeados e mitigados, e proporcionando três objetivos principais:

  • Operações eficazes e eficientes
  • Relatório financeiro confiável
  • Cumprimento das leis, normas e regulamentos

     

Nossa abordagem 

Possuímos vasta experiência no mapeamento do ambiente de controle através da utilização da metodologia COSO, utilizada tanto na identificação quanto na avaliação e resposta aos riscos, incluindo a mitigação normalmente realizada através da implementação de controles internos.

 

COSO ERM 2017 – Gerenciamento de Riscos Corporativos integrado com Estratégia e Performance

A definição de uma estratégia demanda um processo decisório estruturado que analise os riscos e alinhe os recursos com a missão e visão da organização.

A integração de práticas de gerenciamento de riscos corporativos em toda a organização aprimora a tomada de decisão em governança, estratégia, estabelecimento de objetivos e operações diárias. Ajuda a melhorar o desempenho, vinculando mais estreitamente a estratégia e os objetivos de negócios aos riscos. A diligência necessária para integrar o gerenciamento de riscos corporativos fornece à entidade um caminho claro para criar, preservar e realizar valor.

 

COSO 2013 – framework integrado de controles internos

O controle interno auxilia as entidades a alcançar objetivos importantes e a sustentar e melhorar o seu desempenho. O “Internal Control – Integrated Framework” do COSO permite que as organizações desenvolvam, de forma efetiva e eficaz, sistemas de controle interno que se adaptam aos ambientes operacionais e corporativos em constante mudança, reduzam os riscos para níveis aceitáveis e apoiem um processo sólido de tomada de decisões e de governança da organização.

 



 

Dentre as atividades que executamos no escopo de controles internos, destacam-se:

Assessment de Controles Internos:

  • Mapeamento de processos, respectivos riscos e controles internos;
  • Entregáveis: fluxogramas, narrativas, matriz de riscos e controles, atualização de políticas, processos e procedimentos.

Revisão e aprimoração de controles:

  • Revisão de controles para suporte ao processo de auditoria (externa);
  • Aplicação de melhorias e/ou implementação de controles internos;
  • Entregáveis: matriz de riscos e controles, avaliação da maturidade do processo, classificação dos riscos residuais pós revisão dos controles.

     

Nossos diferenciais

  • Conhecimento prático e reconhecido
  • Empresa especializada em Gestão e Resposta aos riscos.
  • Conhecimento em tecnologias que possibilitam a automação dos controles e processos com a utilização de process mining e robot process automation 
  • Expertise em riscos emergentes e assuntos relacionados a ESG, permitindo a melhor resposta a estes riscos seja através da implementação de controles internos, seja através de oportunidades de inovação e melhoria de processos.
  • Alcance global, via nossa rede de escritórios Protiviti.